segunda-feira, 15 de março de 2010

Game Over


Foi em Março de 2005, depois de publicar meia dúzia de críticas na Os Meus Livros então dirigida por Teresa Coelho, que me estreei na nova OS MEUS LIVROS, agora sob direcção do João Morales. Foram cinco anos de colaboração ininterrupta, onde aprendi imenso sobre o nosso mercado editorial, e sobre a mecânica de trabalhar em ritmo jornalístico sempre sob o relógio implacável que o João exibia com benevolente severidade. Nesses cinco anos assinei a crítica de 116 livros de FC&F (tanto quanto sei, a mais longa série de críticas de FC&F publicadas profissionalmente em Portugal), escrevi vários artigos, participei numa interessante polémica com o Filipe d'Avillez a propósito de Richard Dawkins, fui entrevistado por ele a propósito da antologia A SOMBRA SOBRE LISBOA, e entrevistei George R.R. Martin, Susana Clarke, Paul McAuley e Nick Sagan.


Ao longo de cinco anos e meio, a OS MEUS LIVROS foi uma revista de referência na área da divulgação literária e editorial nacional. As suas inúmeras entrevistas com autores e editores permanecerão um valioso reservatório de informação e história deste nosso cantinho literário.Durante cinco anos foi a única revista literária portuguesa a abordar de forma séria e entusiástica os géneros do fantástico, e muito particularmente a Ficção Científica. Nunca é demais referir a importância de iniciativas destas no mercado editorial português.

O número que agora se encontra nas bancas (#85, Março de 2009) com o ominoso título "Glória Póstuma" é o último número da revista, cuja publicação foi suspensa por tempo indeterminado no início deste mês e que agora se converteu em definitiva. O mercado editorial assim o dita, o mercado editorial assim fica mais pobre e mais indigente.

Foi um prazer colaborar na OS MEUS LIVROS e por isso aqui deixo o meu muito obrigado ao João Morales por a ter assegurado durante os últimos cinco anos e meio e me ter aturado nos últimos cinco.

3 comentários:

Ana C. Nunes disse...

Não fazia ideia que a "Os meus livros" ia terminar!
Comprei a revista deste mês, mas ainda não a li, aliás, sigo fielmente esta publicação à 2 ou 3 anos e sempre gostei muito.
Sendo verdade, realmente é uma pena que saia da circulação.

João Seixas disse...

Olá Ana,

Infelizmente é verdade sim, e todos fomos apanhados de suspresa, incluindo o próprio director João Morales. Aliás, isso fica bem patente na própria revista deste mês, onde o editorial não faz qualquer referência ao facto. Já havia livros atribuídos para crítica, já havia trabalhos em curso quando a decisão de suspender a revista surgiu em princípios do mês. Hoje foi finalente oficializada como definitiva.

Bongop disse...

Bem... menos uma boa publicação... o que importa hoje é comprar roupa de marca e ostentar aquilo que não se tem capacidade para ter!
Essa revista tem cantinho meu, pois umas fotografias minhas do Dave Mackean foram publicadas aquando do festival internacional de Banda Desenhada de Beja de 2008.

Pena...